"So I think It’s Time For Us to Have a Toast" – Kanye West (Runaway)

The Roots ~ How I Got Over

Rimas, batidas, melodias e composições que são capazes de deixar o ouvinte em dúvida se o que está sendo escutado seria um clássico do hip hop ou um passo em direção ao futuro do gênero. Uma grande e excitante profusão sonora produzida pela perfeita combinação entre hip hop e indie rock.

Klaxons ~ Surfing The Void


Quando pop e rock’n’roll entram em colisão! O Klaxons nos leva numa viagem espacial estonteante, exagerada, psicodélica e sufocante. Ouvir Surfing The Void é constatar que misturas sonoras e experimentações também podem ser positivamente pop.

Apanhador Só ~ Apanhador Só

Talvez o melhor disco brasileiro da temporada. Traz belas canções, com letras e melodias engenhosamente bem construídas e um acabamento impecável. Os arranjos são ótimos e o disco traz um delicioso clima folk do Sul do Brasil.

Janelle Monáe ~The ArchAndroid

A única representante feminina dessa lista despontou num ano dominado por divas do pop e megahits radiofônicos. Mas The ArchAndroid vai além da excelente Tightrope. Janelle viaja no tempo e bebe na fonte de Billie Holiday, Jackson 5 e James Brown para trazer o mais sofisticado e refrescante álbum de R&B de 2010!

Cee-lo Green ~ The Lady Killer

The Lady Killer tem um hino em potencial, uma valsa romântica, a arrepiante Bodies e uma excelente performance vocal (digna de um soulman). E tem também a vibe thriller que permeia as faixas deste álbum. Se o álbum fosse transformado num musical, poderia até conquistar aqueles que não são muito fãs do gênero.

Vampire Weekend ~ Contra

2010 não poderia ter começado melhor! A mais bem-sucedida experimentação sonora, mistura de ritmos e um inteligente trabalho de música. Só em Contra todos aqueles ritmos e sons conseguem se harmonizar e se transformar em ótimas canções.

The Black Keys ~ Brothers

O que o Black Keys tem de melhor é a atmosfera de rock clássico, com influência de blues e soul, as fontes originais do rock’n’roll. Em Brothers não falta nada disso.

LCD Soundsystem ~ This Is Happening

Um dos álbuns mais empolgantes, ousados e bem feitos do ano! Grandes músicas, como I Can Change e o superhit de pista de dança Drunk Girls, além das inúmeras linhas de combinações de batidas, ritmos, sintetizadores e efeitos sonoros, fazem do adeus do LCD uma péssima notícia. Fica a grande obra.

Arcade Fire ~ The Suburbs

2010 foi o ano do indie rock no mainstream e The Suburbs foi o grande álbum dessa “invasão”. A banda canadense criou um conceito, desenvolveu as mais belas e bem trabalhadas músicas do rock em 2010. Beira a perfeição instrumental, traz letras simples e ideias idem. Na verdade é um disco complexo, mas que chega aos nossos ouvidos da forma mais simples. E isso é simplesmente genial.

Kanye West ~ My Beautiful Dark Twisted Fantasy

Já viu várias listas por aí com o álbum do Kanye West em primeiro lugar? Esperava algo diferente nessa lista? Mas não há como negar e ignorar o que simplesmente não pode ser negado nem ignorado. O álbum é simplesmente espetacular, grandioso, faraônico, pop, superlativo. Perdoem-me pelos adjetivos exagerados. Alguns poderiam dizer que My Beautiful Dark Twisted Fantasy peca pelo excesso. Poderiam. Mas não deveriam. Não há como resistir à batida de Monster, à beleza de Runaway, ao poder de All Of  The Lights, à delicadeza de Devil In A New Dress, ao ritmo de Power, ao sample do Black Sabbath em Hell Of A Life e à prazerosa orgia sonora desse álbum. É um ópera hip hop digna de aplausos.

Read this post in english!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: