"So I think It’s Time For Us to Have a Toast" – Kanye West (Runaway)

Mesmo sem grandes highlights, Britney consegue lançar um dos melhores trabalhos de sua carreira


Demonstrando evolução, inteligência e assimilação do novo mercado, a diva pop chega ao seu sétimo álbum lançado (data oficial: 29/3). E Femme Fatale é um disco oportunista e contemporâneo, pois consegue captar a demanda do mercado pop atual, que todos conhecemos pelo nome de Electropop, variante da Pop Music que já conhecemos desde o início da década, mas que chegou ao seu auge nos dois últimos anos. Nomes como Ke$ha, Lady Gaga, David Guetta e Black Eyed Peas são exemplos de como o Electropop dominou a música nesses últimos anos. Rihanna foi a mais recente popstar a perceber o novo cenário e reformulou sua música para se adequar. Funcionou.

E eis que Britney Spears volta com um disco forte, de batidas incrivelmente envolventes, refrões poderosos, muitos sintetizadores, auto-tune e outros elementos eletrônicos. Os dois primeiros singles demonstram a força do álbum: Hold It Against Me e Till The World Ends, trazem refrões pegajosos e um ritmo envolvente. Um acerto para os amantes da Pop Music. E mesmo abusando do Eletrocpop, que na verdade é uma prática musical extremamente pobre, Britney faz uma boa mistura de batidas e ritmos. Dá pra encontrar de tudo em Femme Fatale: músicas cheias de overdubs, uptempo, batidas de todo tipo e textura, refrões grudentos… Um caldeirão pop.

Big Fat Bass – Britney Spears feat. Will.i.am

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Logo após o início sufocante com Hold It Against Me e Till The World Ends, Femme Fatale pisa no freio com Inside Out. As faixas I Wanna Go e How I Roll destoam e não funcionam, são as mais fracas do álbum, seguida de Criminal. Depois, uma boa sequência com (Drop Dead) Beautiful, Seal With A Kiss e a excêntrica e poderosa Big Fat Bass, com Will.i.am. Trip To Your Heart é a melhor faixa do disco, um oásis depois de tantas batidas sufocantes. Fechando tem a faixa Gasoline, com pinta de terceiro single e Criminal.

Trip To Your Heart – Britney Spears

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Femme Fatale é um álbum de acordo com o mercado, muito bem produzido e apesar de parecer inovador em seus ritmos, mostra-se apenas inteligente e atento à demanda do mundo pop. Tem ótimos músicas, como já citamos, mas após algumas audições já se mostra cansativo. Em todo caso é um acerto musical de Britney Spears, um álbum homogêneo, explosivo, de pista de dança e paradas de sucesso. Resta saber até quando a moda do eletropop continuará reinando.

Comentários em: "Crítica: Femme Fatale – Britney Spears" (3)

  1. Lucimar disse:

    O album está incrível! O Melhor da carreira de Britney Spears…. How I Roll é a música mais inovadora do cd que no seu total está perfeito!
    a tempos não via algo com esse poder!

  2. … ainda prefiro o Blackout… ele sim eh inovador e mudou p/ melhora musica pop.

  3. samuel disse:

    O album eh todo perfeito. adoro todas. infelizmente nao concordo com quase nada que o autor escreveu

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: