"So I think It’s Time For Us to Have a Toast" – Kanye West (Runaway)

Posts marcados ‘Beyonce’

Crítica: Beyoncé – “4”

A voz e a energia de Beyoncé não são suficientes para segurar o álbum 4

 

Ao terminar de ouvir o disco 4, tem-se a sensação de que é um trabalho inacabado e com grandes falhas de escolha de repertório. Beyoncé arrasta sua voz música após música e não consegue dizer a que veio. Apenas um disco de alma feminina, mas falta um conceito mais consistente que o girl power. Mas apesar de tudo, não é um álbum totalmente descartável. A faixa de abertura, 1+1, é uma excelente e bem construída canção de amor, com um belo arranjo e grande performance vocal da diva, clamando insinuante: “Make love to me!”

O que salva o disco são exatamente os seus highlights. Não deve ser a melhor performance da cantora em vendas. Ainda mais depois do vazamento prematuro dos disco, mal que atingiu Christina Aguilera e Kanye West em 2010 e prejudicaram os artistas. Mas são músicas como a já citada faixa de abertura, I Care, Party (a parceria com Andre 3000 e Kanye West) e o primeiro single Run The World (Girls) que dão a 4 um sopro de energia.

Um disco pela metade e carente de mais ousadia. Beyoncé quis claramente investir em canções linhas musicais para que pudesse trabalhar seus recursos vocais. Em I Care, ela acerta a mão e entrega um emocionante e  intenso lamento. Em Party, as participações de Kanye e Andre deixam 4 mais interessante, com boas rimas. Mas nada mais que isso. Em End Of Time, música que já marca a parte final do álbum, as batidas contagiantes começam a aparecer. Era o que faltava…

Run The World (Girls)

Até que chega o ponto alto do disco, na última faixa. Uma música poderosa, ousada, cheia de batidas contagiantes, texturas. Uma música uptempo cheia de variações, genuinamente girl power, instintiva e bem construída. O melhor single pop lançado este ano, ao lado de Rolling In The Deep, da Adele. Infelizmente a recepção do mercado não foi tão boa como foi com a cantora britânica.

Beyoncé decidiu investir numa linha mais melódica e cadenciada, mas pecou no desenvolvimento do conceito e faltou criatividade.

Os 10 Maiores Hinos Pop Femininos da Música!

No Dia Internacional da Mulher, trazemos uma lista com 10 hinos da música pop em homenagem às mulheres. As clássicas Express Yourself, Respect e Girls Just Want To Have Fun, as atuais Can’t Hold Us Down e Single Ladies, a tradicional rivalidade feminina de Rip To Her Shreds, as baladas Valerie e No Scrubs e, por fim, duas homenagens masculinas às mulheres: It’s A Man’s Man’s Man’s World e She.

BEYONCE-SINGLE LADIES from FACEVID on Vimeo.

Cactus on Grammy 2011: Veja quais são os maiores vencedores do Grammy em uma única edição!

A noite do Grammy Awards às vezes consagra um único artista

Neste ano, 6 indicados podem entrar nessa lista: Eminem (10 indicações), Bruno Mars (7 indicações), Jay-Z, Lady Gaga e Lady Antebellum (6 indicações). Jeff BeckB.o.B, David FrostPhilip LawrenceJohn LegendThe Roots também podem ter uma grande e vitoriosa noite (5 indicações). Mas não é fácil alcançar essa marca e poucos artistas igualaram ou superaram a marca de 5 gramofones recebidos em uma única noite. Veja abaixo:

Michael Jackson – 8 Grammys em 1984

Santana – 8 Grammys em 2000

Quincy Jones – 6 Grammys em 1991

Eric Clapton – 6 Grammys em 1993

Beyoncé – 6 Grammys em 2010

Lauryn Hill – 5 Grammys em 1999

Alicia Keys – 5 Grammys em 2002

Norah Jones – 5 Grammys em 2003

Beyoncé – 5 Grammys em 2004

Amy Winehouse – 5 Grammys em 2008

Alison Krauss – 5 Grammys em 2009

Eminem pode superar os grandes recordistas. Bruno Mars pode subir no pódio. Nenhuma mulher pode superar Beyoncé, apenas alcançá-la. O que será que a 53ª edição do Grammy Awards nos reserva? Uma grande consagração? Será que a Academia deixará Eminem tomar o posto de Michael Jackson? Vamos esperar pra ver!

Cactus on Grammy: Os 10 Cantores mais Jovens Vencedores do Grammy

Muitos jovens artistas já tiveram a chance de levar um Grammy para casa. Este ano, Justin Bieber é o cantor mais jovem que pode alcançar essa marca e, se vencer, ele supera artistas como Monica, Christina Aguilera e Beyoncé. Pelo menos nessa lista. Confira abaixo quais foram os mais jovens artistas premiados com o Grammy Awards.

Alguns artistas aparecem com a mesma idade, mas em posições diferentes. Quem venceu primeiro, aparece na frente.

 

Nasce Uma Estrela: remake do filme terá Clint Eastwood na direção e deve ser estrelado por Beyoncé

Clint Eastwood está confirmado na direção e na produção do filme


Nasce uma Estrela será o 3º remake baseado no roteiro do filme original, de 1937, estrelado por Janet Gaynor e Fredric March. O roteiro original era um drama, mas em 1954 o filme foi transformado em um musical, com Judy Garland como protagonista. Finalmente em 1976, o filme ganhou outra refilmagem com Barbra Streisand no papel principal.

A história fala sobre uma jovem artista que se casa com uma estrela decadente e enquanto seu sucesso aumenta cada vez mais, a carreira do seu amado já viveu dias melhores. Mas esse roteiro original será adaptado. Dessa vez, uma jovem cantora se apaixona por um veterano rock star. Será mais parecido com o roteiro de 1976, porém sem a parte do “astro decadente”.

O personagem está sendo desenvolvido para Beyoncé e a Warner está em busca do possível parceiro da estrela.

Enquanto isso, Clint Eastwood está prestes a começar a filmar J.Edgar, a cinebiografia do ex-diretor do FBI, J. Edgar Hoover. O elenco conta com: Leonardo DiCaprio, Armie Hammer, Josh Lucas e Judi Dench.

20 Comerciais estrelados por ícones da música!

O site da Revista Billboard selecionou 20 comerciais clássicos estrelados por grandes nomes da música. De Madonna a Michael Jackson, passando por Beyoncé, vários ótimos comerciais fazem parte da lista. A Pepsi é marca que mais gosta de recrutar superestrelas para fazerem seus comerciais. Mas o Cactus Cultural adicionou mais 5 comerciais à lista. Confira!

 

 

Britney, Pink, Beyonce, Enrique Iglesias – Pepsi

David Bowie – Bottled Water

Lionel Richie – batatas chips Extra Crunchy

Michael Jackson – Suzuki Scooters

Wham! – Maxell fitas cassette

Beyonce and Jennifer Lopez – Pepsi

50 Cent e Jay-Z – Reebok

The Carpenters – Chocolate ao leite Morinaga

Madonna – BMW

The Jackson 5 – Cereal Alpha-Bits

(mais…)

As 10 Maiores Discípulas de Madonna

Saiba quais são as 10 cantoras que quase tiraram nota máxima no manual “Quero Ser Rainha do Pop”

A maior e mais influente artista feminina das últimas décadas não está no trono à toa. O símbolo da reinvenção, da sensualidade, do feminismo, da polêmica e, é claro, do talento, tem grandes discípulas e aspirantes ao trono. Mas saiba que cada uma dessas estrelas pop tem um pouco de Madonna, e mostram o quanto a rainha do pop ainda tem influência e será sempre a grande referência quando o assunto for música pop + mulher.

Assim como Madonna, Lady Gaga se tornou um ícone fashion e um referencial de moda. Não que as pessoas saiam por aí vestidas de Lady Gaga, mas é fato que o seu estilo é quase uma unanimidade no mundo da moda. Fica devendo exatamente no item abaixo: sensualidade.

Christina Aguilera transpira sensualidade e diretamente associamos a cantora à Madonna dos tempos de Erotica. Porém, a dirrty girl fica devendo quando o assunto é marketing e sua vida pessoal não é um prato cheio para a imprensa.

É impressionante como em pouco mais de 1 ano, Britney colecionou mais escândalos que Madonna em toda a sua carreira. Mas isso dá ibope! Ponto pra ela. Fica devendo em grandes performances.

Beyoncé em cima de um palco é o seu alter ego, Sasha Fierce. Sempre vem com performances de cair o queixo, sem falar nas coreografias incríveis. Mas fica devendo alguns escândalos e não é polêmica.

Assim como Madonna, Pink também assume posturas políticas e sociais. É vegetariana, luta pelos direitos dos animais… E quem não se lembra da música Dear Mr. President, em que ela ataca o ex-presidente americano George W. Bush? Mas fica devendo em sensualidade. Mas essa também não é muito a praia da Pink.

A cantora J-Lo começou sua carreira como atriz e partiu para o mundo da música. A carreira no cinema teve altos e baixos, como Selena (indicada ao Globo de Ouro) e Contato de Risco (venceu o Framboesa de Ouro como pior atriz). Entretanto, Lopez fica devendo no quesito “manter o sucesso mesmo com o passar do tempo”, afinal ela já não faz o mesmo sucesso que fazia há 10 anos.

Esta é a grande coincidência na carreira das duas cantoras. Enquanto Rihanna foi vítima de Chris Brown, Madonna sofreu agressões de Sean Penn. Rihanna foi assumindo um perfil mais down e obscuro, que não tem muito a ver com Madonna.

A cantora MIA mostra ter tanto ou mais talento até que a Rainha do Pop para fazer músicas e inovar. MIA mistura os ritmos eletrônicos como ninguém, mas Madonna já fazia isso no início do surgimento da música eletrônica. Fica devendo por fazer um som mais alternativo e não tão pop. Ok, isso não é um ponto negativo.

Com pouco tempo de carreira, Katy Perry já impressiona com tantos hits: I Kissed A Girl, Hot ‘n’ Cold, Wakin’ Up In Vegas e California Gurls. Lembra o início de carreira de Madonna. Mas não faz o estilo diva do pop.

Gwen Stefani não é o tipo de cantora conhecida por sua voz, ou por sua técnica musical, vejam só, igual a Madonna. Mas isso não a impede de fazer sucesso. Não é tão ousada e provocativa como Madonna.

Viram como não é fácil seguir a cartilha “Quero Ser Rainha do Pop”? Mas continuem meninas, vocês têm um longo caminho pela frente!

Confira a Galeria de Vídeos deste post! Clique na imagem ao lado!

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: