"So I think It’s Time For Us to Have a Toast" – Kanye West (Runaway)

Posts marcados ‘Facebook’

Por Onde Andei… Justice anuncia retorno e divulgam teasers!

A dupla francesa anunciou lançamento de novo single


O Justice fez bastante sucesso entre 2007 e 2008 com o álbum , com os hits D.A.N.C.E e DVNO. Três anos depois a dupla retorna esse ano com novo álbum. As informações são da própria banda e foram divulgadas hoje pela revista NME.

O novo single se chama Civilization e será lançado oficialmente em 4 de abril. O novo álbum será o segundo de estúdio da carreira da banda.

UPDATE: Essa música será trilha sonora de uma campanha da Adidas, dirigida por Romain Gavras, que já trabalhou com o Justice no vídeo de Stress e dirigiu o polêmico Born Free, da MIA.

A imagem abaixo foi postada na página oficial da dupla no Facebook:

Seguida da seguinte legenda:

The beating of a million drums
The fire of a million guns
The mother of a million sons

“Civilization”

First single of Justice’s upcoming album
04-04-11

Um vídeo teaser também foi postado, mas logo foi retirado do ar. Agora resta esperar o novo material da banda de música eletrônica.

[NME]

INFOGRÁFICO: os favoritos da audiência para o Oscar 2011 de acordo com as redes sociais!

O site Mashable elaborou infográfico completo com a preferência dos usuários pela web

O que andam dizendo no Facebook, Twitter, Tumblr e outros pontos de manifestação on-line das mais diversas opiniões quando o assunto é Oscar 2011? As opiniões são bem diversificadas entre as categorias, mas o predileto dos internautas é A Origem, o filme que mais gerou buzz nas mídias sociais quando o assunto era cinema. A preferência para Melhor Ator surpreende: James Franco, de 127 Horas. Na categoria Melhor Atriz Coadjuvante, nem Melissa Leo, nem Hailee Steinfield: Helena Bonham-Carter. Veja abaixo o infográfico:

Créditos: Mashable

E se os pôsteres dos filmes indicados ao Oscar dissessem a verdade? Veja como seria:

E se ao invés de teasers e slogans, os pôsteres revelassem a verdade?

Começaram a circular pela internet essas versões parodiadas de alguns indicados ao Oscar 2011. O site Shiznit resolveu dizer a verdade e ficou bem engraçado. Confira:

Cisne Negro > “Sexo Lésbico”

A Rede Social > “Acontece que o cara que inventou o Facebook é um grande idiota”

Toy Story 3 > “Você vai chorar”

127 Hours > “Você tem que esperar 85 MINUTOS até ele amputar o braço”

O Vencedor > “O Lutador, só que com boxe”

*O Lutador é o filme de 2009, estrelado por Mickey Rourke e indicado ao Oscar 2010

A Origem > “Cara, Sabe ‘A Origem’? É melhor assistir chapado”

O Discurso do Rei > “Ei, seus yankees, vocês adoraram A Rainha, não é mesmo?

Minhas Mães e Meu Pai > “Lésbicas têm problemas também”

Inverno da Alma > “As pessoas são depressivas”

Bravura Indômita > “Foda!


A Rede Social – O Perfil Cinematográfico de um dos Homens mais Poderosos do Mundo

David Fincher é o grande destaque do filme pelo seu trabalho de direção

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com diálogos rápidos, inteligentes e contundentes, conflitos cheios de tensão, belas tomadas e um trio de atores afinado e carismático, Fincher leva às telas  o seu clássico moderno. A Rede Social não é um filme espetacular, mas tem um valor representativo e simbólico muito significativo, o que explica o fato de, em algumas críticas, ter sido considerado o “filme da década”. Mas qual é esse valor representativo? Primeiro, trata-se de um clássico moderno, isto é, um filme com temas básicos, como dinheiro, amizade e poder, adaptado ao contexto contemporâneo. Mark Zuckerberg, interpretado no filme por Jesse Eisenberg, é um nerd ambicioso e excêntrico. Para se vingar de um pé na bunda da namorada, Mark começa a relatar sua raiva em seu blog e em questão de horas, motivado por vingança e álcool, cria um site, depois de hackear o banco de dados da Universidade de Harvard. Ao entrar no site, o estudante se deparava com fotos de duas meninas e tinha que dizer qual era a mais “gostosa”. O Facemash tornou-se um  viral em poucas horas entre os estudantes da universidade e depois disso, nasceu o Facebook, uma ideia supostamente criada pelos gêmeos Winklevoss e por Divya Narendra e “roubada” por Zuckerberg.

Abaixo, o melhor trailer de 2010:

Todos os conflitos desencadeados pela personalidade controversa do protagonista estão perfeitamente retratados no filme, sem maniqueísmo. Os processos judiciais, a perda de uma grande amizade, a busca pelo poder e dinheiro. Por que é um clássico moderno? Porque A Rede Social é quase um documento histórico sobre a realidade da grande maioria dos jovens de hoje em dia, o universo das redes sociais. Lembro-me que o filme Fahrenheit 9/11, de Michael Moore, foi considerado pelo jornal britânico The Telegraph como o filme da década, pois, além de sua qualidade, ele tem um valor simbólico e representa um pedaço da história perfeitamente, ou ao menos um grande momento histórico dela: George Bush, terrorismo e guerra. The Social Network representa exatamente uma geração de jovens e também as redes sociais, com suas influências nas relações humanas.

Mais ainda: o personagem principal, Mark Zuckerberg, baseado no homem real, é extremamente rico, contraditório, imaturo, inteligente. David Fincher e Jesse Eisenberg produzem um dos melhores perfis do cinema e expõem um ser humano ambíguo e demasiado humano, por vezes o homem que quer dominar o mundo (a qualquer custo), ou simplesmente um menino imaturo. Aliás, o primeiro diálogo do filme é o mais revelador de todos e o que acontece em seguida só confirma a cena de abertura.

Veja o segundo trailer do filme, com a música Power, de Kanye West como trilha:

A Rede Social é o retrato de uma geração, um filme obrigatório para a geração daqueles que hoje têm entre 18 e 30 anos.

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: