"So I think It’s Time For Us to Have a Toast" – Kanye West (Runaway)

Posts marcados ‘hip hop’

O que esperar de “H.A.M”, o primeiro single da parceria entre Kanye West e Jay-Z?

Watch The Throne está a caminho e o primeiro single dessa super parceria foi anunciado


Com o nome de H.A.M, o primeiro single de uma das maiores parcerias do mundo da música já causa expectativa na internet desde o seu anúncio. O single poderá ser ouvido a partir do dia 11.01.11 e a foto acima é a capa de H.A.M. Outro fator que vem dando o que falar é o significado desta sigla, que ainda não foi revelado, mas na internet várias interpretações já foram criadas.

A união de dois dos maiores nomes do hip hop atualmente é um dos grandes acontecimentos de 2011 e nos resta esperar para ver o que sairá.

P.S.: curiosamente ainda não vazou nada e todos os lançamentos são os oficiais. Será que Kanye finalmente aprendeu a proteger o seu material?

Os Melhores Álbuns de 2010!

The Roots ~ How I Got Over

Rimas, batidas, melodias e composições que são capazes de deixar o ouvinte em dúvida se o que está sendo escutado seria um clássico do hip hop ou um passo em direção ao futuro do gênero. Uma grande e excitante profusão sonora produzida pela perfeita combinação entre hip hop e indie rock.

Klaxons ~ Surfing The Void


Quando pop e rock’n’roll entram em colisão! O Klaxons nos leva numa viagem espacial estonteante, exagerada, psicodélica e sufocante. Ouvir Surfing The Void é constatar que misturas sonoras e experimentações também podem ser positivamente pop.

Apanhador Só ~ Apanhador Só

Talvez o melhor disco brasileiro da temporada. Traz belas canções, com letras e melodias engenhosamente bem construídas e um acabamento impecável. Os arranjos são ótimos e o disco traz um delicioso clima folk do Sul do Brasil.

Janelle Monáe ~The ArchAndroid

A única representante feminina dessa lista despontou num ano dominado por divas do pop e megahits radiofônicos. Mas The ArchAndroid vai além da excelente Tightrope. Janelle viaja no tempo e bebe na fonte de Billie Holiday, Jackson 5 e James Brown para trazer o mais sofisticado e refrescante álbum de R&B de 2010!

Cee-lo Green ~ The Lady Killer

The Lady Killer tem um hino em potencial, uma valsa romântica, a arrepiante Bodies e uma excelente performance vocal (digna de um soulman). E tem também a vibe thriller que permeia as faixas deste álbum. Se o álbum fosse transformado num musical, poderia até conquistar aqueles que não são muito fãs do gênero.

Vampire Weekend ~ Contra

2010 não poderia ter começado melhor! A mais bem-sucedida experimentação sonora, mistura de ritmos e um inteligente trabalho de música. Só em Contra todos aqueles ritmos e sons conseguem se harmonizar e se transformar em ótimas canções.

The Black Keys ~ Brothers

O que o Black Keys tem de melhor é a atmosfera de rock clássico, com influência de blues e soul, as fontes originais do rock’n’roll. Em Brothers não falta nada disso.

LCD Soundsystem ~ This Is Happening

Um dos álbuns mais empolgantes, ousados e bem feitos do ano! Grandes músicas, como I Can Change e o superhit de pista de dança Drunk Girls, além das inúmeras linhas de combinações de batidas, ritmos, sintetizadores e efeitos sonoros, fazem do adeus do LCD uma péssima notícia. Fica a grande obra.

Arcade Fire ~ The Suburbs

2010 foi o ano do indie rock no mainstream e The Suburbs foi o grande álbum dessa “invasão”. A banda canadense criou um conceito, desenvolveu as mais belas e bem trabalhadas músicas do rock em 2010. Beira a perfeição instrumental, traz letras simples e ideias idem. Na verdade é um disco complexo, mas que chega aos nossos ouvidos da forma mais simples. E isso é simplesmente genial.

Kanye West ~ My Beautiful Dark Twisted Fantasy

Já viu várias listas por aí com o álbum do Kanye West em primeiro lugar? Esperava algo diferente nessa lista? Mas não há como negar e ignorar o que simplesmente não pode ser negado nem ignorado. O álbum é simplesmente espetacular, grandioso, faraônico, pop, superlativo. Perdoem-me pelos adjetivos exagerados. Alguns poderiam dizer que My Beautiful Dark Twisted Fantasy peca pelo excesso. Poderiam. Mas não deveriam. Não há como resistir à batida de Monster, à beleza de Runaway, ao poder de All Of  The Lights, à delicadeza de Devil In A New Dress, ao ritmo de Power, ao sample do Black Sabbath em Hell Of A Life e à prazerosa orgia sonora desse álbum. É um ópera hip hop digna de aplausos.

Read this post in english!

Kanye West exercita sua loucura e genialidade em My Beautiful Dark Twisted Fantasy

O novo álbum de Kanye West consegue provar a inteligência artística do excêntrico rapper

Egocentrismo, arrependimento, impulsividade, espetáculo e nudez. Tudo isso esteve presente na vida do artista nos últimos meses. Sempre com declarações  e atitudes polêmicas, o rapper às vezes faz com que sua própria música fique em segundo plano. Kanye há um tempo é dono das músicas e batidas mais criativas do hip hop atual, com as misturas do ritmo e a música eletrônica e o pop.

Até que em My Beautiful Dark Twisted Fantasy ele se supera. Criando uma Ópera Hip Hop, West fala de relacionamentos, fantasias e temas comuns a muitas letras de hip hop atualmente, mas com um quê de surrealismo e muita criatividade, as letras e rimas desse álbum são incrivelmente legais e contagiantes. Kanye exercita sua criatividade à exaustão. O ritmo e a sonoridade das músicas surpreendem a cada faixa. Impossível ignorar os refrões poderosos de All Of The Lights e Runaway. Não há como não se arrepiar no thriller que é a música Monster. E o que dizer de Hell Of A Life e o sample de Iron Man do Black Sabbath? A sutileza de Devil In A New Dress é encantadora e a força de Power soa como uma evocação de cânticos de poder africanos.

Podemos sim afirmar que Kanye West é um gênio louco. Este álbum é a prova. Não sabemos se será assimilado por todos, talvez somente a faixa All Of The Lights tenha força para o mercado pop. Mas certamente é a sua melhor obra e uma das melhores do hip hop, obrigatória para os amantes do gênero.

Kanye deixou vazar na internet uma foto sua em que mostrava suas partes íntimas.

Ouça Monster!

Ela achou fotos no meu e-mail,

Eu mandei pra essa garota uma foto do meu, hey! – diz West em Runaway.

E além de tudo o cara é divertido e inconsequente! Um prato cheio para a mídia, lobo mau de princesinhas pop. Provavelmente num delírio insano Kanye deu à luz My Beautiful Dark Twisted Fantasy, como a terrível dor de cabeça de Zeus no nascimento da deusa Atena. Runaway é a melhor música do álbum, seguida de perto pela poderosa Monster.

Se não for o melhor, um dos melhores álbuns de 2010. Descobrimos ainda alguns dos samples utilizados por Kanye neste álbum:

The Power do Snap! aparece na versão remix de Power:

 

In High Places do Mike Oldfield foi sampleada em Dark Fantasy:

 

Will You Still Love Tomorrow teve sample extraído para Devil In A New Dress:


E ainda há muitos outros. Essa excelente obra de Kanye West é o trabalho artístico mais completo do ano, Kanye é hoje o grande showman do mainstream e que o egocêntrico artista continue nos proporcionando álbuns como esse.

Kanye West concorre em 4 categorias do Cactus Choice Awards: Melhor música de 2010 (Runaway), Artista do ano, Retorno Triunfal de 2010 e Melhor Clipe (Runaway). Vote e ainda concorra a prêmios na nossa promoção!

 

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: