"So I think It’s Time For Us to Have a Toast" – Kanye West (Runaway)

Posts marcados ‘Leonardo DiCaprio’

Estrelas da música e do cinema sob as lentes do polêmico e exuberante David LaChapelle

lachapelle-5049

David LaChapelle

David LaChapelle é um dos fotógrafos mais aclamados no mundo pop. Conhecido pela grande extravagância, LaChapelle sempre procura extrair de seus fotografados o apelo sexual. Além disso cria cenários excêntricos, multicoloridos e abusa de referências. Ele já trabalhou para revistas como Interview (no início da carreira), Photo, GQ, Vogue, Vanity Fair e Rolling Stone. O novaiorquino tem um grande número de celebridades em seu currículo. David já conseguiu extrair as mais evidentes facetas de seus modelos e você pode conferir tudo na galeria especial que montamos abaixo com astros da música e do cinema:

Michael Jackson

Madonna

Lady Gaga

Kanye West

Britney Spears

Christina Aguilera

Eminem

(mais…)

Anúncios

Leonardo DiCaprio, Tobey Maguire e 8 Musas para um Personagem na Adaptação do Clássico The Great Gatsby!

O clássico The Great Gatsby terá direção de Baz Luhrmann, de Moulin Rouge

O filme não é uma refilmagem da produção de 1974, de Jack Clayton, e sim uma readaptação da obra literária de F. Scott Fitzgerald. As especulações em torno do elenco já começaram há algum tempo. Leonardo DiCaprio e Tobey Maguire, que integram o elenco, já participaram do workshop, assim como a atriz Rebecca Hall, interpretando a personagem Daisy. Porém, Rebecca Hall não á a única na lista do diretor Baz Luhrmann, que considera outras 7 atrizes para o papel: Keira Knightley, Amanda Seyfried, Blake Lively, Abbie Cornish, Michelle Williams, Scarlett Johansson e Natalie Portman.

Mas por enquanto são apenas especulações. The Great Gatsby é sobre Jay Gatsby, um milionário independente, que vive a era de decadência e exuberância do Jazz. Um homem tipicamente americano: rico, ambicioso, ganancioso e pioneiro. Vive o sonho americano, sua ascensão e queda e no meio disso tudo, tem o amor de Gatsby e Daisy Buchanan.

O romance já foi adaptado uma vez para o cinema, em 1974. Foi dirigido por Jack Clayton e roteirizado por Francis Ford Coppola. Enquanto quem vivia Gatsby era Robert Redford, já a personagem Daisy foi interpretada por Mia Farrow.

Paramount Inicia Campanha para Colocar Ilha do Medo na briga pelo Oscar

O primeiro ato da campanha será uma retrospectiva das parcerias entre Leonardo DiCaprio e Martin Scorsese


A Paramount, por algum motivo, quer que Ilha do Medo esteja na lista de indicados para o Oscar 2011. O razão mais provável seria formar um trio forte, junto com True Grit, dos irmãos Coen e The Fighter de David O. Russell. Para a campanha de Ilha do Medo, está marcada, no American Cinematheque, uma retrospectiva com todas as parcerias entre o diretor Martin Scorsese e Leonardo DiCaprio. O detalhe é que todos foram indicados a Melhor Filme. São eles: Gangues de Nova York, O Aviador e os Infiltrados.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Será um final de semana com a exibição de cada filme. Os Infiltrados e Gangues de Nova York serão exibidos no sábado, 13 de novembro, e O Aviador e Ilha do Medo no domingo, 14. A lógica é simples: sempre que tem parceria DiCaprio/Scorsese, é indicação ao Oscar na certa.

Ilha do Medo é um dos grandes filmes de 2010, mas tem uma grande desvantagem em relação aos outros favoritos: não foi lançado na temporada do Oscar, que está prestes a começar. Ele estava previsto para outubro de 2009, mas problemas de orçamento forçaram o filme a ser adiado. Ilha do Medo se tornou o filme mais lucrativo de Martin Scorsese, arrecadando 295 milhões de dólares em todo o mundo.

Mas a estreia em fevereiro prejudica bastante o longa. O último filme a vencer tendo sido lançado também em fevereiro foi O Silêncio dos Inocentes, de Jonathan Demme (1991).

Outro ponto difícil é o fato de Leonardo DiCaprio ter fortes chances de concorrer como Melhor Ator por A Origem. Particularmente, acho que seu trabalho em Ilha do Medo foi melhor como ator, até por ele ter um personagem mais denso nas mãos, mas mesmo assim, as chances de indicação por A Origem são mais fortes (e também seriam justas). Mas curiosamente, isso já aconteceu em 2006 e com o próprio Leonardo, que teve a possibilidade de concorrer ao Oscar por Os Infiltrados e Diamante de Sangue, sendo este último o filme que valeu a indicação. DiCaprio ainda não tem um Oscar no currículo.

Serão 10 filmes na disputa e Ilha do Medo poderia merecidamente estar entre os indicados. Vamos esperar.

 

Leia também:

Ilha do Medo: um excelente thriller

Especial “A Origem”: Leonardo DiCaprio

 

 

A Origem é mesmo tudo isso!

Christopher Nolan manipula com maestria a mente de seus espectadores


Esqueçam as comparações. Elas só servem para reduzir um filme a uma referência e criar rótulos, necessários apenas para aqueles que sentem a necessidade de se agarrar às ideias seguras. O fato é que A Origem é capaz de levá-lo a fazer parte do filme, incitando o espectador a mergulhar naquele universo de narrativas intercaladas e fragmentadas. Não é um filme fácil, exige comprometimento de quem está assistindo, é rico em detalhes e cheio de recursos para prender a atenção do espectador.

Em seu magnífico roteiro (e que roteiro!), Nolan utiliza temas como o tempo, o sonho e a realidade. O diretor concebe um mergulho na mente humana e, dentro dela, põe em prática e dá vida às suas fantasias. Chris inteligentemente nos conduz dentro de seu labirinto mental e reproduz cenários oníricos de forma magistral.

Um filme de ação arrebatador, com sequências que prendem a sua atenção e tiram o seu fôlego, sem falar que a narrativa tem um ritmo crescente, com pontos de clímax e cenas hipnotizantes. Edição e montagem são atrações à parte, a trilha sonora está em sintonia perfeita com o filme e contribui significativamente para fazer da sequência final de A Origem ser ainda mais espetacular. O filme ganha muitos pontos também em relação aos efeitos visuais.

Vamos ao elenco: a sintonia entre os atores é perfeita. Joseph Gordon-Levitt se destaca entre os coadjuvantes, enquanto Ellen Page acaba servindo apenas de escada e apoio para o personagem de Leonardo DiCaprio. Dentre as interpretações, não há outro destaque senão o casal DiCaprio e Marion Cotillard. Os olhos de Cobb, revelam intensidade e profundidade, atestando mais uma vez o enorme talento de Leonardo. Acho difícil vir um Oscar para DiCaprio desta vez, apesar de ser uma interpretação que merece ser premiada. Já Marion Cotillard é talvez o grande destaque de Inception, no quesito atuação. Uma imagem forte e uma interpretação excelente devem certamente garantir algumas indicações a prêmios de Melhor Atriz Coadjuvante.

O filme é recomendadíssimo e acho que você vai querer ver mais de uma vez.

Ah, sem querer soltar nenhum spoiler, prestem atenção à música Non, Je Ne Regrette Rien de Édith Piaf que é o elemento que traz os personagens de volta à realidade após os sonhos. Ela tem a ver com um dos mistérios do filme.

Confira nossa página especial com todos os posts sobre A Origem!

Especial “A Origem”: Leonardo DiCaprio

O Homem do Ano

Em nosso último post da série sobre A Origem, nada mais adequado que dedicá-lo a Leonardo DiCaprio. O grande ator dos nossos dias terá muitos motivos para, no futuro, olhar pra trás e dizer que 2010 foi o seu ano. Não só pelo fenômeno Inception, pois não podemos esquecer que ele esteve muito bem em Ilha do Medo, de Martin Scorsese.

Aos 36 anos, podemos dizer que DiCaprio está no auge da sua carreira, que começou a decolar quando ele protagonizou outro fenômeno das telonas: Titanic. Mas sua trajetória de sucesso já se desenhava antes de Titanic. Foi através do filme Gilbert Grape – Aprendiz de Sonhador, de Lasse Hallström (1993), que o mundo notou no jovem Leo, de 19 anos, um grande potencial. Por esse filme, DiCaprio foi indicado ao Oscar e ao Globo de Ouro na categoria ator coadjuvante.

No elenco de Gilbert Grape – Aprendiz de Sonhador estão Johnny Depp e Juliette Lewis. Confira o trailer:

Em seguida, vieram outros papéis em filmes de menor expressão, até chegar a Romeu e Julieta de Baz Luhrmann em 1997. Em Titanic veio o sucesso mundial, mas também os questionamentos, já que DiCaprio ficou mais conhecido por sua beleza do que pelo seu talento. Sem falar que Titanic não é um filme que favorecia grandes interpretações, nesse sentido (e em alguns outros) o filme deixa muito a desejar. Mas o ator passou por cima dos questionamentos com facilidade.

Muitos esperam que finalmente DiCaprio leve uma estatueta do Oscar pra casa, mas Inception não é o tipo de filme que favorece interpretações com forte carga dramática, que a Academia adora. Só que no ano passado, Heath Ledger ganhou um Oscar (póstumo) atuando num filme de ação, O Cavaleiro das Trevas. Quem sabe as coisas não mudam?

Leonardo DiCaprio é capa da Rolling Stone de Agosto:

De Michael Caine sobre DiCaprio: “O fascinante a respeito de Leonardo é que ele  é bonito, mas não usa isso para tirar vantagens, ele se apoia em suas habilidades de interpretação.”

Uma curiosidade (e raridade) da filmografia do ator é o filme de horror Critters 3, de 1991. Totalmente trash e lado B, ou melhor lado Z. Nele, moradores de um bairro de Los Angeles são atacados e perseguidos por monstros supostamente assustadores. Veja o trailer e, atenção, se piscar perde! DiCaprio aparece aos 35 segundos:

Citações

Trabalhei com Leonardo quando ele tinha 18 anos. Ele era virgem, e falava sobre isso o tempo todo. Então espero que tenhamos tempo para colocar isso em dia. Talvez algumas fotos. Tenho certeza de que a vida dele está diferente agora. Russell Crowe (EW Novembro, 2007)


“Ele não é mais uma criança. A forma como as pessoas o enxergavam no passado vai desaparecer.” Cameron Diaz (EW Setembro, 2002)



“Seus dois olhos são diferentes,” disse Lasse Hallstrom, que dirigiu Leo naquele que pode ser o seu melhor filme, What’s Eating Gilbert Grape. “O olho esquerdo é muito suave e empático. O olho direito é mais analítico. De um olho escorre calor, enquanto o outro é mais penetrante. Um olho é alma, o outro é intelecto.” Danny Boyle (The Face, Fevereiro 2000)


“Ele é provavelmente o homem mais bonito do mundo, mesmo que ele ache que não é tão bonito. E pra mim, ele é apenas o fedido e malcheiroso Leo. Kate Winslet (Vanity Fair, Janeiro 1998)


“Ele é a pessoa mais pé no chão que eu já conheci, muito não-Hollywood.” Mark Wahlberg



“Com esses olhos e essa inteligência, não vejo limites para o seu potencial.” Lasse Hallström (USA Today, Abril 1995)



“Eu não sou um ser humano normal, não tenho emoções a respeito de um monte de coisas. Raramente fico com raiva, raramente choro. Acho que fico muito entusiasmado , mas eu não fico triste e nem feliz demais. Acho que muitas pessoas que falam sobre esse tipo de coisa estão mentindo. Nesse momento, eu estou apenas tentando manter a felicidade – que é tudo com o que eu me preocupo. De qualquer forma, quando você tem a minha idade e os hormônios estão a todo vapor, não há muita coisa além de sexo na sua cabeça. Leonardo DiCaprio (Harper’s Bazaar, Novembro 1995).

Mais? Que tal uma grande galeria de imagens da carreira do ator?

Especial “A Origem”: O Raio-X de um Fenômeno

Veja porque Inception tem os ingredientes necessários para marcar história no cinema!

Você pode ver em nosso SlideShow abaixo a filmografia quase completa de Christopher Nolan, quase porque ficamos devendo o filme Doublebug, de 1997. Mas foi a partir de Following, que Nolan iniciou sua trajetória de sucessos. Aliás, este filme foi relançado este ano pela IFC, um canal de filmes independentes dos Estados Unidos. O filme ganhou status de cult e é compromisso obrigatório para conhecer a filmografia do diretor. Além deste, estão na lista Memento (Amnésia), Insomnia, O Grande Truque, Batman Begins e O Cavaleiro das Trevas. Depois de surpreender com O Grande Truque, Nolan se consolidou com os dois filmes do homem-morcego e agora chega à condição de Top de Hollywood com o thriller Inception.

Assista ao trailer de Following, parada obrigatória na filmografia de Christopher Nolan:

Seus filmes mais premiados foram O Cavaleiro das Trevas e Amnésia. Este último conta a história de um homem que, ao sofrer um trauma e chegar perto da morte, acaba desenvolvendo um tipo de amnésia que o impede de gravar na memória os fatos recentes. Mas o grande trunfo do filme é a sua linguagem, que não segue uma ordem cronológica, ou seja, o roteiro é fragmentado e a montagem divide o filme, fazendo com que ele comece do fim, então o espectador precisa intercalar o final e o começo da história para que ela possa fazer sentido.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Lee Smith – Edição

A Edição de A Origem ficou a cargo de Lee Smith, que já trabalha com Nolan desde Batman Begins. Com uma longa carreira, Smith tem filmes como O Show de Truman e Robocop 2 no currículo. Com The Dark Night, Smith foi indicado a vários prêmios por seu trabalho na edição do longa, inclusive ao Bafta, mas não venceu.

Hans Zimmer – Trilha Sonora

Um dos grandes atrativos de A Origem é a sua trilha sonora, composta por Hans Zimmer, que já levou um Oscar pra casa pela trilha sonora do clássico O Rei Leão, de 1994. E a lista de Zimmer é bem extensa, com filmes como Gladiador, O Príncipe do Egito, Rain Man, Sherlock Holmes, O Chamado (1 e 2), Piratas do Caribe, Pearl Harbor e Thelma e Louise. Isso só pra citar alguns. A música Non, Je Ne Regrette Rien, de Edith Piaf aparece na trilha de Inception. Ouça a música abaixo:

O Elenco

E pra encerrar, um dos elencos mais estrelados dos últimos anos. Com nada menos que dois vencedores de Oscar, o grande ator do momento e coadjuvantes de peso, o filme se mostra ainda mais estimulante. Confira a seguir o grande filme da carreira de cada um desse atores, antes de Inception, é claro.

Leonardo DiCaprio: grande interpretação em os Infiltrados e O Aviador. A verdade é que, depois de Titanic, DiCaprio só emplacou bons filmes e bons personagens em sua carreira e provou que é um grande ator, talvez o melhor de sua geração.

Veja o trailer de O Aviador, que deu a Leonardo DiCaprio o Globo de Ouro de Melhor Ator:

Joseph Gordon-Levitt: seus principais trabalho são em G.I. Joe A Origem de Cobra e (500) Dias com Ela, ambos de 2009. Está cotado para viver o Charada no próximo filme da série Batman, sob o comando de Christopher Nolan.

Marion Cotillard: venceu o Oscar de melhor atriz por sua interpretação na cinebiografia de Edith Piaf em La Vie En Rose. No ano passado, ela atuou no musical Nine.

Ken Watanabe: O Último Samurai, Memórias de uma Gueixa e Castas de Iwo Jima são os pontos altos da carreira do ator japonês.

Tom Hardy: participou dos filmes Rocknrolla e Star Trek. É um dos atores menos expressivos do elenco.

Ellen Page: conhecida principalmente por seu papel em Juno, Ellen também atuou em X-Men: O Confronto Final (Lince Negra) e em Vivendo e Aprendendo.

Michael Caine: já tem dois Oscars em sua estante, um por Hannah e Suas Irmãs como ator caoadjuvante e outro em Regras da Vida. Caine pode ser visto ainda em O Grande Truque e Miss Simpatia.

Motivos para nossas expectativas em relação ao filme aumentarem cada vez mais não faltam, esta aguardar até o dia 6 de agosto. Até lá, fique ligado no Cactus Cultural! Semana que vem tem o último post da série de aquecimento para A Origem! Também publicaremos a crítica por aqui assim que o longa estrear.

Especial “A Origem”: Contagem Regressiva!

O Cactus Cultural começa seu aquecimento para a estreia do filme A Origem!


Inception é o ousado projeto do diretor Christopher Nolan, de Batman – O Cavaleiro das Trevas. O filme estreou dia 16 de julho nos Estados Unidos e no Brasil, ele chega aos cinemas dia 6 de agosto. Neste filme, Dom Cobb (Leonardo DiCaprio) é um ladrão especializado na perigosa arte da extração, o roubo de valiosos segredos do subconsciente de suas vítimas, enquanto estas estão dormindo. Devido a essa habilidade rara, Cobb passa a ser uma desejável peça do jogo da espionagem corporativa, mas isso também o fez um fugitivo e o extirpou de tudo o que ele já amou nessa vida.

É então oferecida a Cobb uma chance de redenção, um último trabalho que pode lhe devolver a vida. No entanto, Cobb e sua equipe têm que realizar o impossível: implantar uma ideia ao invés de tirá-la. Se eles forem bem sucedidos, terão realizado o crime definitivo. Mas nada pode preparar o time para o inimigo que eles enfrentarão, um inimigo cuja chegada apenas Cobb poderia prever.

Abaixo, você pode ver os 4 pôsteres de A Origem:

Assista ao trailer do longa:

(mais…)

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: