"So I think It’s Time For Us to Have a Toast" – Kanye West (Runaway)

Posts marcados ‘Social network’

Filmes favoritos ao Oscar são sucesso de crítica e público

A disputa do Oscar 2011 mostra-se cada vez mais acirrada também na preferência do público

Os filmes que disputam o Oscar historicamente não fazem o mesmo sucesso nas bilheterias, com algumas exceções, geralmente apenas uma exceção. Isso não é necessariamente ruim, mas sempre há aquele desejo de que o gosto do público vá ao encontro do gosto dos técnicos e críticos. Mas parece que neste ano os candidatos devem fazer bonito nas duas frentes: crítica e público.

Houve sucessos de bilheteria nos anos anteriores, e foram exatamente estes que levaram os principais prêmios. Em 2010 venceu o desejo dos críticos ao invés do desejo do público: Guerra ao Terror desbancou o fenômeno de bilheteria Avatar.

Justamente pelo fato de, neste ano, os principais favoritos estarem fazendo sucesso nas bilheterias torna a disputa ainda mais acirrada.

Primeiro tem A Origem, a 4ª maior bilheteria de 2010, um enorme sucesso de crítica e público e a obra-prima de Christopher Nolan até então.

Segundo: a aclamada animação Toy Story 3, o maior sucesso de público do ano, ultrapassando a marca de 1 bilhão de dólares em arrecadação.

Em seguida temos Bravura Indômita, dos irmãos Coen, que neste fim de semana conseguiu ultrapassar o novo blockbuster da franquia Entrando Numa Fria. Já são quase 100 milhões de dólares em arrecadação, superando A Rede Social na arrecadação doméstica, apenas dentro dos EUA.

E The Social Network é o próximo da lista. Com arrecadação de pouco mais de 200 milhões mundo afora, é um grande sucesso de crítica e atualmente o grande favorito ao Oscar.

Cisne Negro abriu as bilheterias surpreendendo com uma arrecadação excelente para o pequeno número de cidades e salas de exibição.  Somente depois o drama teve maior abertura pelos EUA. Já são quase 50 milhões em arrecadação, sucesso não esperado, já que a trama é sobre um drama psicológico, longe de agradar todas as audiências.

O Vencedor é o próximo da lista, e vem logo atrás de Cisne Negro, com mais de 47 milhões em arrecadação até agora. Outro drama difícil e complexo. O desempenho dos protagonistas é um dos destaques, tanto de Cisne Negro quanto de O Vencedor.

Por fim temos O Discurso do Rei, que geralmente não chamaria a atenção do grande público. Talvez por isso esteja sendo exibido em apenas 700 salas nos EUA. Um filme de época geralmente não atrai a audiência, mas o desempenho do longa tem sido satisfatório: são mais de 22 milhões arrecadados.

 

Anúncios

A Rede Social – O Perfil Cinematográfico de um dos Homens mais Poderosos do Mundo

David Fincher é o grande destaque do filme pelo seu trabalho de direção

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com diálogos rápidos, inteligentes e contundentes, conflitos cheios de tensão, belas tomadas e um trio de atores afinado e carismático, Fincher leva às telas  o seu clássico moderno. A Rede Social não é um filme espetacular, mas tem um valor representativo e simbólico muito significativo, o que explica o fato de, em algumas críticas, ter sido considerado o “filme da década”. Mas qual é esse valor representativo? Primeiro, trata-se de um clássico moderno, isto é, um filme com temas básicos, como dinheiro, amizade e poder, adaptado ao contexto contemporâneo. Mark Zuckerberg, interpretado no filme por Jesse Eisenberg, é um nerd ambicioso e excêntrico. Para se vingar de um pé na bunda da namorada, Mark começa a relatar sua raiva em seu blog e em questão de horas, motivado por vingança e álcool, cria um site, depois de hackear o banco de dados da Universidade de Harvard. Ao entrar no site, o estudante se deparava com fotos de duas meninas e tinha que dizer qual era a mais “gostosa”. O Facemash tornou-se um  viral em poucas horas entre os estudantes da universidade e depois disso, nasceu o Facebook, uma ideia supostamente criada pelos gêmeos Winklevoss e por Divya Narendra e “roubada” por Zuckerberg.

Abaixo, o melhor trailer de 2010:

Todos os conflitos desencadeados pela personalidade controversa do protagonista estão perfeitamente retratados no filme, sem maniqueísmo. Os processos judiciais, a perda de uma grande amizade, a busca pelo poder e dinheiro. Por que é um clássico moderno? Porque A Rede Social é quase um documento histórico sobre a realidade da grande maioria dos jovens de hoje em dia, o universo das redes sociais. Lembro-me que o filme Fahrenheit 9/11, de Michael Moore, foi considerado pelo jornal britânico The Telegraph como o filme da década, pois, além de sua qualidade, ele tem um valor simbólico e representa um pedaço da história perfeitamente, ou ao menos um grande momento histórico dela: George Bush, terrorismo e guerra. The Social Network representa exatamente uma geração de jovens e também as redes sociais, com suas influências nas relações humanas.

Mais ainda: o personagem principal, Mark Zuckerberg, baseado no homem real, é extremamente rico, contraditório, imaturo, inteligente. David Fincher e Jesse Eisenberg produzem um dos melhores perfis do cinema e expõem um ser humano ambíguo e demasiado humano, por vezes o homem que quer dominar o mundo (a qualquer custo), ou simplesmente um menino imaturo. Aliás, o primeiro diálogo do filme é o mais revelador de todos e o que acontece em seguida só confirma a cena de abertura.

Veja o segundo trailer do filme, com a música Power, de Kanye West como trilha:

A Rede Social é o retrato de uma geração, um filme obrigatório para a geração daqueles que hoje têm entre 18 e 30 anos.

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: