"So I think It’s Time For Us to Have a Toast" – Kanye West (Runaway)

Posts marcados ‘soul’

Modo Shuffle: Apresentando Zaz, a sensação da música francesa!

Conheça essa nova cantora de voz incomum e estilo nostálgico

A coluna Modo Shuffle está de volta e traz mais um nome da nova cena da música francesa. Dessa vez é a cantora de 30 anos Isabelle Geffroy, mais conhecida por Zaz. Seu som é uma deliciosa mistura de jazz, soul e folk, junto com ritmos tradicionais franceses, numa roupagem acústica. Alías, esses ritmos franceses ajudam a fazer com que sua voz e seu estilo lembrem a diva Édith Piaf.

Com álbum lançado em maio de 2010, Zaz foi aclamada por crítica e público em seu país e a faixa Je Veux se tornou hit por lá. Ouça agora um pouco dessa agradável música de Zaz:

Je Veux

Le Long De La Route

Les Passants

 

Novo disco de Adele passeia entre bons momentos e o lugar comum

Adele apresenta um trabalho competente com discretos elementos de soul e country

Podemos dizer que 21 é um álbum mais adequado à voz da cantora em comparação com 19. Aliás, nesse novo trabalho, a voz da Adele soa bem mais rasgada e intensa. 21 não é um grande álbum, mas tem algumas ótimas músicas e pode ser considerado um acerto na carreira da cantora. A verdade é que eu esperava um mergulho no soul e no blues, por ver em Adele potencial para isso, mas não se pode arriscar muito em tempos de mercado tão difícil.

Adele – Rolling In The Deep

Os temas não variam muito: lovesongs e tudo o que passa perto disso, basicamente. É um álbum de fácil assimilação e alguns momentos brilhantes, como na música Rumour Has It, o highlight do álbum. Os traços de soul, jazz e blues são o oásis do álbum. Outras ótimas faixas: If It Hadn’t Been For Love (aí está o country prometido), Take It All, Hiding My Heart (momento intimista com voz e violão) e a forte Rolling In The Deep. Uma das músicas com potencial para se tornar single é a balada Someone Like You: Adele, piano, voz bem colocada e refrão poderoso.

Set Fire To The Rain e Lovesong (cover do The Cure) não empolgam e são exemplos de que há pouca emoção e entrega de uma cantora como Adele. A conclusão a que chegamos é que é um disco inegavelmente bem produzido e competente, mas faltam intensidade, material orgânico e energia.

Ao final da audição escolhi umas 3 músicas para o iPod/Mp3 e saí com a sensação de “mas é só isso?!”.

 

 

Modo Shuffle: conheça o soul francês de Ben l’Oncle Soul

O cantor chamou atenção com uma cover dos White Stripes

Ele tem 26 anos, é francês e ficou conhecido no mundo com uma cover de Seven Nation Army dos White Stripes. Aliás, fazer cover dos White Stripes deve mesmo ajudar a impulsionar carreiras, não é mesmo Joss Stone? Pois bem, o caso do nosso Tio Ben (tradução do nome dele) é bem parecido: ele faz uma cover impecável, adicionando elementos de soul e funk, além de muito groove ao super hit de 2003.

Resultado: a lendária Motown logo assinou com Ben (que não esconde sua devoção pela gravadora, já que tem uma tatuagem dela no corpo).

Ouça a deliciosa cover de Seven Nation Army por Ben l’Oncle Soul:

Ben l’Oncle Soul tem influências de, como já era de se imaginar, Stevie Wonder, Otis Redding, Ray Charles, Sam Cooke, Sharon Jones, Amy Winehouse… Em maio deste ano o cantor lançou seu primeiro álbum homônimo, com 14  faixas em que canta em inglês e francês. Batidas envolventes, um soul sofisticado e pop, além de arranjos ótimos e a marcante performance vocal de Ben dão o tom deste álbum.

Assista abaixo ao clipe de Soulman:

E não é só a cover de Seven Nation Army que impressiona, esta de I Kissed A Girl da Katy Perry também é bem legal, ouça:

 

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: